Araucária, 25 de dezembro de 2011

NOTÍCIAS

Servidores rejeitam reajuste zero e decidem avançar na mobilização

Até o momento, o governo não fez proposta para corrigir os salários e o vale alimentação e retomar os avanços. Nova reunião está marcada para 14 de maio. No dia 20 a categoria faz assembleia para decidir pelo indicativo de greve

Por unanimidade, os servidores municipais rejeitaram a proposta do governo municipal para a data-base de reajuste deste ano. A decisão foi tomada em assembleia unificada entre o Magistério e os demais servidores, ocorrida no início da noite desta terça-feira, 30 de maio, no Salão da Igreja Matriz, no Centro de Araucária.

Na verdade, não houve nenhuma proposta apresentada na reunião ocorrida em 25 de maio. A administração municipal informou que não haveria correção salarial, nem reajuste para o vale alimentação, nem seriam retomados os avanços na carreira, paralisados desde 2013.

Devido à insistência das direções do Sismmar e do Sifar, nova rodada de negociações foi marcada para 14 de junho. Até lá, os trabalhadores do serviço público farão ações de mobilização nos locais de trabalho, nas redes sociais e junto à população, que utiliza esses serviços.

Está marcada para o dia 20 de junho a próxima assembleia unificada, que discutirá o indicativo de greve, caso as negociações não avancem a um bom termo.

CME

Durante a assembleia, os professores votaram para escolher suas representantes junto ao CME – Conselho Municipal de Educação. Serão eleitas duas titulares e duas suplentes. Concorreram Ana Paula Karas, Carla Dutra Peller, Gisele Ribeiro Preto,  Roseane de Araújo Silva e Verieli Della Justina. O escrutínio será agora pela manhã, na sede do Sismmar.