Araucária, 25 de dezembro de 2011

NOTÍCIAS

CME não aprova inchaço de turmas

Por seis votos contra cinco, os conselheiros decidiram devolver as comissões permanentes o parecer que ampliava o número de estudantes por sala de aulas

5 de dezembro é dia de mobilização dos servidores de Araucária.

Pela pauta nacional, a luta reforça a resistência dos trabalhadores contra a reforma da Previdência. Pelas reivindicações locais, houve atividades desde o início da manhã. Confira aqui.

À tarde, o magistério se concentrou em torno do Conselho Municipal de Educação. O CME apreciava um pedido do secretário da Educação para ampliar o número de estudantes por sala de aulas. A medida alcançaria turmas da Educação Infantil e anos iniciais do Ensino Fundamental.

Por seis votos contra cinco, os conselheiros decidiram devolver o parecer para as comissões permanentes de Educação Infantil e Ensino Fundamental.

Os servidores do quadro geral retornaram ao Paço Municipal, onde tinham assembleia marcada para as 15 horas.

Em contato com o governo municipal, receberam as respostas requeridas para o dia:

  • Educadoras, cozinheiras e serventes de Cmeis tiveram reconhecido o direito ao recesso de 22 de dezembro a 2 de janeiro.
  • Uma reunião de negociação foi marcada para o dia 22 de dezembro.
  • As unidades educacionais terão autonomia para organizar a reposição do dia de mobilização.

Agora a ordem é manter a prontidão para os professores obterem respostas concretas em 22 de dezembro. Vamos acabar o ano na luta e começar 2018 prontos para enfrentar todos os desafios.