Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Araucária.

Search
Close this search box.

fake newsNeste domingo (20), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, revogou o bloqueio do aplicativo Telegram no Brasil após considerar que a empresa cumpriu com as decisões judiciais determinadas pela Corte.

A determinação pela suspensão das operações do Telegram se deu após o STF entender que suas exigências não estavam sendo atendidas pelo app em relação ao caso de um blogueiro bolsonarista. Trata-se de Allan dos Santos, que teve decretado um pedido de prisão pelo inquérito que investiga a disseminação de fake news e ataques às instituições democráticas. O blogueiro segue foragido nos EUA.

Outro ponto a ser reforçado é que o STF aguardava há meses que o aplicativo se adequasse à todas as exigências, o que só ocorreu nas últimas 24 horas de sábado para domingo. Entre as condições da Corte, estão: o bloqueio imediato dos perfis de Allan dos Santos, suspensão dos links do canal oficial de Jair Bolsonaro e a indicação de um representante do Telegram no Brasil, entre diversas outras.

Recebeu fake news no app? Denuncie!

Embora o Telegram tenha se comprometido em verificar e retirar de veiculação notícias falsas, é importante que os usuários do app façam a denúncia caso recebam conteúdo duvidoso ou de desinformação.

Nas eleições de 2018, Bolsonaro e seus apoiadores utilizaram o aplicativo para o disparo em massa de fake news. Foi através dessa estratégia inescrupulosa, inclusive, que o atual presidente ganhou milhares de apoiadores. Portanto, principalmente neste ano de eleições, defenda a democracia, as instituições e ajude a combater a desinformação no Telegram!

Para fazer isso, é possível denunciar através do próprio app. Basta entrar no grupo ou perfil que está disseminando fake news, clicar nos três pontinhos (parte superior) e selecionar a opção “Denunciar”. Feito isso, selecione a opção “Outro” e descreva no campo aberto que a denúncia está sendo realizada devido ao disparo de notícia falsa.

Outra forma de denunciar é através do SaferNet Brasil, que recebe denúncias anônimas de crimes e violações aos direitos humanos na internet. Você também pode tirar prints das janelas de conversa e denunciar através de suas redes sociais para que todos seus amigos saibam.

Siga as redes sociais oficiais do SISMMAR para ficar por dentro das notícias do magistério.

Site: www.sismmar.com.br

Facebook: facebook.com/sismmarmagisterio

Instagram: @sismmar.araucaria

Filie-se: https://sismmar.com.br/site/filie-se/

what you need to know

in your inbox every morning