Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Araucária.

Search
Close this search box.

 

Se tudo der certo, em poucas semanas deve ser anunciada a construção de uma escola de ensino médio profissionalizante em Araucária. Os recursos para a obra virão do Governo Federal, por meio do programa Brasil Profissionalizado.

O Brasil Profissionalizado existe desde 2007 e neste ano deve construir unidades em várias cidades paranaenses. A vinda de uma unidade para Araucária vem sendo defendida pelo vereador Ismael Cantador (PTB) desde o ano passado. O edil, inclusive, esteve em Brasília no final de 2011, onde conversou com o deputado federal Alex Canziani (PTB), da Comissão de Educação e Cultura, para que intercedesse junto à União para que a cidade fosse incluída entre as beneficiadas pelo Brasil Profissionalizado. Outra entusiasta do projeto é a deputada federal Rosane Ferreira (PV), que juntamente com Canziani indicou à cidade para participar do programa. “Várias pessoas procuram meu gabinete e nos questionam sobre as razões de Araucária não ter nenhuma escola profissionalizante. Foi por isso que sempre cobrei do deputado Canziani que brigasse para que fossemos beneficiados com uma unidade dessas. E nesta briga ganhamos o apoio da deputada Rosane, que desde o início encampou nossa ideia”, garante Ismael.

Rosane, por sua vez, acredita que a escola é de vital importância para Araucária, ainda mais considerando o tamanho do parque industrial local. “Araucária e outras cidades da Região Metropolitana possuem poucas vagas para formação de mão de obra especializada. A instalação de uma escola de ensino médio, que também ensine aos jovens uma profissão, possibilitará a absorção dos nossos estudantes pelas empresas estabelecidas na nossa cidade”, enfatizou.

Visita técnica
As conversas para instalação da unidade estão adiantadas. Inclusive, nos últimos dias técnicos do Ministério da Educação estiveram em Araucária participando de reuniões na Secretaria Municipal de Planejamento (SMPL), vez que é necessário que o Município doe o terreno para edificação do prédio. “Oferecemos a eles um terreno que pertence à Prefeitura e que fica próximo à Praça do São Sebastião, no bairro Tindiquera”, adiantou Leonardo Afonso Brusamolin Jr, secretário de Planejamento. Ainda segundo ele, os representantes do MEC solicitaram vários documentos referentes ao imóvel, que já foram encaminhados, sendo que a “bola” agora está com o Ministério da Educação.

Características
O projeto prevê a construção de seis blocos: auditório; bloco de acesso e biblioteca; bloco pedagógico/administrativo; bloco de serviços e vivência; quadra poliesportiva coberta e bloco de ensino profissionalizante. Serão mais de cinco mil metros quadrados de área construída, que incluem doze salas de aula, seis laboratórios básicos, teatro de arena, refeitório, área de vivência, quadra poliesportiva coberta e dois grandes laboratórios especiais para a preparação do jovem para o mercado de trabalho, de acordo com as especificidades regionais. O investimento estimado na obra é de algo em torno de R$ 7,5 milhões, sendo que o gerenciamento do espaço caberá ao Governo Estadual.

Fonte: Jornal O Popular 

 

what you need to know

in your inbox every morning