Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Araucária.

Search
Close this search box.

Na primeira assembleia geral do ano, a categoria aprovou a pauta de reivindicações, que será entregue para o Executivo na próxima quarta-feira, dia 15 fevereiro, e o plano de lutas para 2012. Reunidos na tarde desta quinta-feira (09), no Salão Paroquial de Araucária, os professores também elegeram os integrantes da Comissão de Negociação do Sismmar e os membros suplentes do Conselho Fiscal da entidade, além de planejar as ações sindicais para a mobilização nacional em conjunto com Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).

Nessa Campanha de Lutas 2012, a principal reivindicação do Sismmar é a implementação da hora-atividade.  A Lei 11.738 (Lei do Piso Salarial do Magistério) garante que 2/3 da jornada devem ser destinados à docência e 1/3 em hora-atividade. O município não está cumprindo este dispositivo constitucional. Por isso, o Sismmar quer dialogar com o prefeito Albanor Jose Gomes para assegurar esse direito a toda a categoria.

Entrega da pauta – No dia 15, às 10 horas, a comissão de negociação do Sismmar entregará a pauta de reivindicações no Gabinete do Prefeito. “A pauta do ano passado era muito extensa, compreendia mais de 100 itens. Este ano o sindicato vai trabalhar com itens prioritários, ou seja, com aqueles que buscamos respostas imediatas. Vamos ampliar nossas energias para fazer com que as nossas principais demandas sejam atendidas. Nestes três anos, o prefeito não dialogou com os representantes sindicais, repassando esse atendimento para os seus secretários. Em 2010, fomos recebidos pela secretaria de Recursos Humanos, quando entregamos o protocolo com as nossas reivindicações. No entanto, voltaremos a cobrar que essa audiência ocorra para impulsionar as negociações”, pontuou  a coordenadora geral do Sismmar, Giovana Piletti.

Sismmar na luta com a CNTE – Outras mobilizações estão previstas para o mês de março dentro da Campanha de Lutas 2012. Em Araucária, nos dias 14, 15 e 16 de março, o Sismmar, e demais trabalhadores da educação de todo o país, estarão participando da mobilização da CNTE em defesa do PSPN, da Carreira e do Plano Nacional de Educação (PNE).

No dia 14 de março, o Sismmar lançará campanha pública sobre a importância da hora-atividade, que vai incluir a elaboração da “Carta aberta à comunidade”; no dia 15, às 10 horas, haverá ato público e aula de 30 minutos em frente à Prefeitura e, no período da tarde, os diretores do sindicato levarão a discussão das reivindicações – municipal e nacional – para as unidades educacionais. No último dia de mobilização, haverá carro de som circulando pela cidade e explicando o impacto da alteração da jornada do magistério para o conhecimento da população. “A ideia é, a partir do dia 14 de fevereiro, intensificar as visitas  nas unidades escolares  para ir construindo essa mobilização”, anunciou Giovana.

Além da apresentação e aprovação dos 30 itens prioritários da pauta, a assembleia da categoria também elegeu os integrantes da comissão de negociação, que será encabeçada pelos diretores do sindicato Giovana Piletti (Coordenação Geral), Marcos Tuleski (Coordenação de Finanças) e Gilziane Queluz (Coordenação de Organização Sindical). Os representantes da categoria que também farão parte desta comissão serão eleitos no Conselho de Representantes da entidade. Para a suplência do Conselho Fiscal foram escolhidos os professores Andre Brondani, Alamir Campagnoli e Olga  Kocholi.  E, por fim, como representante de base no Conselho Nacional de Entidades da CNTE, (CNE/CNTE) foi aprovado o nome de Alfeo Luiz Capellari (professor Cafu). A professora Eloisa Helena Grilo ficou como primeira suplente. Cafu participa, já no dia 29 de fevereiro, da primeira reunião anual do CNE.

A  pauta de reivindicações 2012 estará disponível em breve no site

what you need to know

in your inbox every morning