Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Araucária.

Search
Close this search box.

As centrais sindicais de trabalhadores CSP/Conlutas, CTB, CUT, Força, UGT, CGTB, CSB e NCST, mais o MST vão realizar atos conjuntos – do movimento sindical e social – no próximo dia 11 de julho, em todo o país.

Além das manifestações, haverá paralisações e greves que serão decididas pelas próprias categorias, conforme as suas possibilidades.

O Sismmar apoia estas manifestações, que têm o objetivo de destravar a pauta dos trabalhadores no Congresso Nacional e nos gabinetes ministeriais. Também para construir e impulsionar a pauta que veio das ruas.

No dia 11 os professores de Araucária estarão em recesso escolar. O sindicato orienta a todos que apoiem estas manifestações. Fique atento aqui.

Pautas da luta

O movimento dos trabalhadores da Educação se incorpora à mobilização com a luta pela aprovação PNE, destinando o mínimo de 10% do PIB à educação pública, e do investimento do lucro do petróleo no setor.

Na pauta geral dos trabalhadores estão o fim do fator previdenciário, a redução da jornada para 40 horas semanais sem redução do salário, reajuste digno aos aposentados, transporte público de qualidade, investimento na saúde e na segurança, reforma agrária e o fim dos leilões do petróleo.

PL 4330 é reorrma trabalhista disfarçada

Uma pauta pouco conhecida mas perigosa para todos é  luta é pela rejeição do projeto de lei 4330. Com o argumento de regulamentar a terceirização, o PL faz uma reforma trabalhista e acaba com as relações de trabalho no Brasil.

O projeto do deputado Sandro Mabel (PMDB-GO), que recebeu substitutivo do deputado Artur Maia (PMDB-BA), reconhece os trabalhadores de serviços terceirizados como uma subcategoria de trabalhadores, com menos direitos. Mesmo que cumpra as mesmas funções que o colega.

what you need to know

in your inbox every morning