Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Araucária.

Search
Close this search box.
CPI Covid
Foto Oficial do Palácio do Planalto. Bolsonaro faz piada com “CPF cancelado” quando Brasil se aproximava das 400 mil mortes por Covid-19

A CPI da Covid, ou CPI da Pandemia, é a Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga as omissões e irregularidades do governo Bolsonaro desde o início da pandemia no Brasil. A CPI foi instalada no dia 27 de abril no Senado Federal e vem sendo tratada como o principal “teste político” do presidente, já que há diversas evidências das práticas genocidas de Bolsonaro e seus apoiadores durante a pandemia.

Em depoimento prestado no início deste mês, o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, acusou o governo de investir em práticas anticientíficas no enfrentamento da mais grave crise sanitária deste século. Mandetta também afirmou que alertou Bolsonaro sobre a gravidade e as consequências da pandemia, e que tanto o presidente quanto o ministro da Economia, Paulo Guedes, fizeram escolhas que aprofundaram o surto de coronavírus no Brasil.

Além de Mandetta, Nelson Teich, que também foi ministro da Saúde durante a pandemia, foi convocado a prestar depoimento na CPI e fez críticas ao governo. Teich afirmou que deixou o Ministério da Saúde por ser contrário à hidroxicloroquina como tratamento precoce, conforme defende Bolsonaro, e também disse que o país poderia ter acesso às vacinas se tivesse um plano focado nisso.

Dos quatro homens que lideraram o Ministério da Saúde durante a pandemia, apenas o atual ministro, Marcelo Queiroga, disse haver estudos que comprovam a eficácia da hidroxicloroquina como tratamento precoce.

O ex-ministro General Eduardo Pazuello, que se destacou pela péssima gestão à frente do Ministério da Saúde e pela defesa dos ditos tratamentos precoces, segue fugindo dos depoimentos. No final de abril, Pazuello foi flagrado andando sem máscara de proteção em um shopping de Manaus.

Existe tratamento precoce para a Covid?

Os próprios fabricantes da hidroxicloroquina e da cloroquina não defendem o uso do medicamento para a Covid-19, conforme revelaram a Folha de S. Paulo e a ONG Repórter Brasil. Das seis fabricantes, quatro já vetam o uso para a doença. A Apsen Farmacêutica, que é a maior fabricante, divulgou em seu site oficial que as indicações são somente as previstas na bula do remédio.

Além disso, uma meta-análise de 28 estudos, assinada por mais de 100 cientistas e divulgada pela Nature no mês de abril, associa o uso de hidroxicloroquina ao aumento no número de mortes de pacientes com Covid-19. A meta-análise também revela que a cloroquina não promove benefício algum contra a doença.

Como funciona a CPI da Covid?

A CPI da Covid segue coletando depoimentos. O presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e aliado de Bolsonaro, Antonio Barra Torres, também deve prestar esclarecimentos acerca da análise do registro de vacinas, como a Coronavac e vacina russa Sputnik V.

A comissão irá analisar se houve boicote à aprovação desses imunizantes pela Anvisa por pressão do governo federal. A Sputnik, até o momento, ainda não foi aprovada pelo órgão. Mais de 423 mil pessoas já morreram devido às complicações da Covid-19 no Brasil. Enquanto isso, faltam doses de vacinas e apenas 7,2% da população foi totalmente imunizada com a primeira e a segunda dose.

Além de investigar o governo Bolsonaro com relação ao atraso na compra de vacinas, o uso de dinheiro público na compra de medicamentos sem comprovação científica e a falta de medicamentos e oxigênio no Amazonas, a comissão também irá apurar a utilização e o mau uso dos recursos federais por estados e municípios no combate à pandemia.

Quando a CPI finalizar os trabalhos, será elaborado um relatório que, caso comprove a prática genocida de Bolsonaro, poderá ser utilizado para compor um processo de impeachment do presidente, além de poder ser encaminhado ao Ministério Público para que a instituição promova a responsabilização civil e criminal dos infratores. O regimento do Senado permite que a atuação da comissão seja ampliada por até 1 ano.

Fora, Bolsonaro!

Os primeiros depoimentos coletados pela CPI da Covid já revelam a ingerência política de Bolsonaro durante a pandemia. É urgente que as investigações prossigam e o desgoverno e todos os seus aliados sejam devidamente responsabilizados pelas milhares de mortes que promoveram devido ao negacionismo e às práticas genocidas.

Vacina para toda a população já! #ForaBolsonaro

what you need to know

in your inbox every morning