Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Araucária.

Search
Close this search box.
Hissam
Créditos das fotos: Carlos Poly e Aniele Nascimento

O prefeito Hissam tem um novo representante na Secretaria Municipal de Educação (SMED). Trata-se de Juliano Borghetti, que é ex-vereador em Curitiba e já foi condenado há mais de 3 anos de prisão por tráfico de influência, na Operação Quadro Negro. Além disso, Borghetti também responde a 13 processos por improbidade e mais 7 processos em segredo de justiça.

A Operação Quadro Negro foi deflagrada há quase 6 anos pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) para investigar o desvio de recursos que deveriam ser destinados à reforma e construção de escolas estaduais entre 2012 e 2015. É um dos maiores escândalos de corrupção da gestão de Beto Richa. O Ministério Público atualmente pede uma indenização de mais de R$ 150 milhões.

Na operação, Juliano, que é irmão da ex-governadora do Paraná Cida Borghetti, respondeu pelos crimes de corrupção passiva e ativa. Em 2 de junho de 2020, o juiz entendeu que não houve os crimes de corrupção, porém condenou o ex-vereador a 3 anos e 6 meses de reclusão, em regime semiaberto, por tráfico de influência.

No esquema de corrupção, Juliano Borghetti teria recebido dinheiro do dono da empresa Valor Construtora, Eduardo Lopes de Souza, em troca de uma nomeação do empresário para um cargo público comissionado na gestão de Cida Borghetti. A ex-governadora do Paraná e seu marido, Ricardo Barros, também foram citados no processo como participantes do esquema.

Assessor do Prefeito na SMED

Juliano Borghetti foi nomeado por Hissam como Assessor Executivo do Prefeito na SMED, através do Decreto nº 35.833, publicado na última terça-feira (06). Ou seja, agora ele ocupa um cargo de confiança do prefeito na Secretaria Municipal de Educação, sendo que já foi condenado justamente por um crime relacionado ao desvio de recursos que deveriam ser destinados à Educação.

É esse o exemplo que o prefeito dá ao município. Além de já ter tido o seu ex-Secretário Municipal de Saúde, Carlos Alberto de Andrade, pego em esquema de corrupção que desviava recursos da saúde em plena pandemia, agora Hissam opta por dar um cargo de confiança na SMED para uma figura com um histórico, no mínimo, suspeito.

Diga com quem tu andas e te direi quem tu és?

what you need to know

in your inbox every morning