Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Araucária.

Search
Close this search box.

descumprimento da hora-atividade

A direção do SISMMAR e representantes da Educação Infantil e Docência I participaram, nesta quarta-feira (28), de uma reunião com representantes da Prefeitura e da Secretaria Municipal de Educação (SMED) para falar sobre o descumprimento da lei dos 33,33% de hora-atividade.

O sindicato apontou o problema da falta de professores regentes na rede municipal e cobrou que a situação seja resolvida com urgência pelo município. No entanto, a resposta dos representantes do governo municipal foi que não há solução “ótima” ou rápida para garantir a hora-atividade a todos os professores.

O SISMMAR e as professoras sugeriram quatro opções para resolver o problema: 1) Pagamento de hora-extra aos profissionais que não estão podendo fazer sua hora-atividade; 2) Suprir a falta de professores com substituição; 3) Acelerar o chamamento dos profissionais que passaram no concurso; e 4) Envio de profissionais que hoje estão na SMED de volta para as unidades educacionais.

Sobre o envio dos profissionais que atuam na SMED para as unidades, a Secretária Municipal de Educação Adriana Chaves Palmieri afirmou que essa transferência vem sendo feita há cerca de duas semanas. Já sobre as demais soluções apontadas pelo sindicato, nenhuma delas foi aceita pelo governo.

Após a negativa, o SISMMAR apontou que o descumprimento à hora-atividade está causando o adoecimento de professores e irá gerar ainda mais afastamentos por licença médica, piorando a falta de profissionais na rede. Também ressaltou que, sem a resolução desse problema, a Prefeitura abre brechas para uma possível greve já que está descumprindo uma lei federal.

Com a pressão do sindicato, os representantes da gestão Hissam informaram que irão tentar agilizar a contratação de mais professores e verificar a possibilidade de um chamamento de concurso antes do dia 1º de abril, sem garantia alguma de que isso vai acontecer.

Assembleia

Participe da Assembleia Geral do magistério no dia 07 de março (quinta-feira), a partir das 15h30, no coreto da Praça da Bíblia. O indicativo de greve devido ao descumprimento da lei de hora-atividade será um dos pontos de pauta e é neste espaço que vamos definir coletivamente os próximos encaminhamentos da luta.

HORA-ATIVIDADE É DIREITO. EXIGIMOS RESPEITO!

what you need to know

in your inbox every morning