Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Araucária.

Search
Close this search box.

Mais de 2.500 educadores e educadoras realizaram assembleia histórica na tarde de desta quinta-feira(30) na sede do Paraná Clube em Curitiba. O mês de setembro será de intensa mobilização a fim de pressionar o governo para que cumpra os compromissos assumidos na reunião de 30 de agosto.  A APP realizará visitas às escolas, produção de materiais, faixas e jornais especiais. Após muitos debates, o seguinte calendário de mobilização foi aprovado:

Dia 5 – Ato em Curitiba na boca maldita e em todas regionais referente à VI Marcha Nacional Pela Educação, promovida pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).

Dia 18 – assembleia extraordinária e paralisação estadual
O reajuste do magistério foi aprovado ontem pela Assembleia Legislativa (Alep) e já sancionado. O governo se comprometeu a fazer uma folha complementar até o dia 17.
Em setembro, deve ser encaminhado o plano de carreira dos funcionários para a Alep, já incluindo reajuste de 3,54% ou R$ 100 no auxílio transporte. O novo plano de carreira dos professores será enviado em outubro.

Também se comprometeu a no próximo mês a implementar as promoções e progressões, com os atrasados do PDE. 

Todas as quintas-feiras, as escolas devem mandar representantes para o Tribunal de Contas para pressionar a aprovação das mudanças nos critérios da Lei de Responsabilidade Fiscal, a fim de abrir margem fiscal para as negociações.

A hora-atividade está prevista para o início do ano letivo. Na assembleia definiu-se que em dezembro, durante a distribuição da aulas, se esse direito não for garantido, a categoria entra o próximo ano em greve.

Também foi retirada uma moção de repúdio contra a política de desmonte pedagógico das escolas públicas que está se encaminhando com maior intensidade neste governo.

 

 

Fonte: APP-Sindicato

what you need to know

in your inbox every morning