Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Araucária.

Search
Close this search box.

O Sismmar não concorda com o ataque aos direitos dos professores substitutos e vai à Justiça na defesa dos sindicalizados.

A administração Olizandro decidiu que não vai mais pagar os dias em que o professor substituto estiver em Licença para Tratamento de Saúde – LTS. Para impedir o desconto, a assessoria jurídica do Sismmar vai entrar com ação coletiva. Para integrar a ação, é necessário apenas estar sindicalizado. O prazo para se filiar é o dia 16 de agosto de 2013.

Substituições

Grande parte da categoria realiza substituições no período alternado ao seu padrão. Devido à carência de professores na rede municipal, muitos fazem a substituição durante meses, e até anos inteiros.

Esta prática é proveitosa para a administração municipal, que supre em parte a falta de profissionais, sem realizar concurso público.

E são professores que já têm um vínculo de emprego com a rede municipal e que usam este contrato para melhorar seu orçamento familiar.

Agora, a Secretaria Municipal de Gestão de Pessoas decidiu não mais pagar os dias em que o professor substituto estiver em Licença para Tratamento de Saúde – LTS. Como o contrato não é estável e a Prefeitura não pode prescindir do seu trabalho, a administração Olizandro cortou o direito.

Além de cruel, a medida carece de inteligência. Ela induz o professor a postergar o tratamento, que depois se torna mais difícil e caro. O prejuízo é para o profissional e para a rede municipal,também, já que ele tem um padrão onde não se pode cortar os dias em licença.

Sindicalize-se para participar da ação

A ação judicial que o Sismmar organiza atenderá a todos os professores que estiverem sindicalizados no dia 16 de agosto de 2013.

what you need to know

in your inbox every morning