vale-alimentação

vale-alimentaçãoDepois de meses de negociação entre SISMMAR, SIFAR, representantes da Prefeitura e vereadores, o projeto de lei nº 2278/2019, que trata do auxílio alimentação/refeição dos servidores, foi aprovado em segundo turno nesta terça-feira (15), na Câmara Municipal de Araucária.

No dia 8 de outubro, o PL já havia sido aprovado pelos vereadores em primeira votação. Porém os sindicatos ainda reivindicavam uma mudança na redação no projeto, a fim de definir a proporcionalidade de dias trabalhados ao mês. Essa alteração também foi aprovada pela Câmara na sessão de hoje.

Agora o PL do vale-alimentação seguirá para a sanção do prefeito Hissam e deve ser publicado nos próximos dias. As direções sindicais vão continuar atentas à publicação do projeto no Diário Oficial, pois o governo ainda pode vetar as emendas que foram aprovadas pelos vereadores após as justificativas dos sindicatos.

Negociações

O auxílio-alimentação no valor de R$ 520 é uma das reivindicações de data-base dos servidores municipais. No início das negociações, o prefeito chegou a prometer que pagaria o valor, mas depois descumpriu a promessa e afirmou que o vale seria de apenas R$ 500.

Os trabalhadores de Araucária não aceitaram o ataque e, em conjunto com SISMMAR e SIFAR, pressionaram o governo até garantir os R$ 520, que passarão a ser pagos, a partir de 1º de dezembro, em dinheiro.

Além disso, também houve negociações diretamente com os vereadores para que o direito continue com a mesma nomenclatura “auxílio-alimentação/refeição”. Isso porque o governo Hissam pretendia alterar para “auxílio-refeição”, o que abriria margem para futuros ataques ao vale.

Vitória do conjunto dos servidores

Em suma, essa é uma importante conquista do conjunto dos servidores de Araucária, pois, mais uma vez, provamos que a nossa unidade na luta nos torna mais fortes para manter todos os nossos direitos!

FIRMES!