Amanhã, dia 11, à noite será realizada audiência pública em defesa da Petrobrás na Câmara Municipal de Araucária. O evento está marcado para começar às 19h30 e deve contar com a presença de vereadores da cidade, representantes de partidos, trabalhadores de diversas categorias e cidadãos araucarienses.

O objetivo é sensibilizar a sociedade de Araucária sobre a importância da estatal petrolífera para a cidade e o país, além de constituir a Frente Parlamentar de Araucária em Defesa da Petrobrás.

A organização da audiência surgiu após reuniões entre diversas entidades da sociedade civil de Araucária com o Sindipetro PR/SC.

Na reunião do Conselho de Representantes do Sismmar realizada no dia 5, o trabalhador da Repar Luciano Zanetti expôs aos professores a campanha que vem sendo realizada na defesa da Petrobrás e do Pré-Sal.

Segundo o diretor do Sindipetro PR/SC, “o momento que a Petrobrás atravessa é bastante crítico. O Plano de Negócios e Gestão da empresa aponta para redução bilionária de investimentos e venda de ativos de patrimônio.”

Ele enfatiza que “a situação é agravada com o Projeto de Lei do Senado 131, apresentado pelo tucano José Serra (PSDB-SP), que pretende tirar da Petrobrás o direito de ser operadora exclusiva do pré-sal. Se essas ações se concretizarem, toda a nação sentirá os efeitos, principalmente aquelas cidades onde a economia depende das operações da Petrobrás”, afirmou Luciano Zanetti.

Se for aprovado o projeto do senador tucano, estima-se que a Educação pode vir a perder R$ 1,3 trilhão, que é a previsão dos recursos oriundos do Pré-Sal para a educação nos próximos 35 anos.

Na foto, o diretor do Sindipetro PR/SC Luciano Zanetti convida professores para a audiência pública, duranto o CR do dia 5

Com informações do Portal Sindipetro PR/SC