SISMMAR e SIFAR

Coluna do SISMMAR publicada na edição impressa do Jornal O Popular desta quinta-feira (4)

Nesta terça-feira (2), SISMMAR e SIFAR participaram da plenária do Conselho Municipal de Educação (CME) de Araucária, realizada às 13h30 na Escola de Gestão de Pessoas. Um dos principais debates neste encontro foi sobre o aumento do número de alunos por turma nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) da cidade.

Em fevereiro, os sindicatos tiveram acesso a um documento assinado pela Secretária Municipal de Educação, Adriana Chaves Palmieri, no qual ela solicitava o aumento do número de alunos por turma na educação infantil e séries iniciais do ensino fundamental. Desde então, SISMMAR e SIFAR vêm rechaçando a proposta da Secretaria Municipal de Educação (SMED).

Ao propor o aumento do número de alunos por turma, o governo mostra mais uma vez que não se preocupa com a qualidade da educação infantil do município e que trata as crianças como se fossem apenas números. Ao mesmo tempo, a gestão municipal cobra dos trabalhadores da Educação o aumento do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), mas como oferecer ensino de qualidade sem as mínimas condições de trabalho?

O SISMMAR está sempre atuando na defesa dos direitos dos trabalhadores da Educação. Em diversas outras ocasiões, como na plenária anterior do CME e em reuniões com representantes do governo, o sindicato já deixou claro que a categoria é contrária à proposta da SMED, que, por sua vez, segue alegando que é possível colocar mais estudantes em sala de aula sem investir em mais profissionais para garantir a qualidade do ensino municipal.

Na plenária desta terça-feira, além do debate sobre o tema, também ocorreu uma votação. Os pais de alunos, os trabalhadores da Educação e os representantes da SMED puderam votar contra ou a favor do inchamento das turmas em CMEIs. E nesse aspecto, os conselheiros deixaram claro o posicionamento contrário ao projeto, haja vista que apenas os membros da SMED e uma representante de instituição privada votaram a favor da proposta da Secretária de Educação.

Assim, nesta última plenária do CME, por oito votos a seis, a educação pública de Araucária teve uma importante vitória! Os conselheiros conseguiram impedir a aprovação da proposta da SMED, que solicitava a alteração do número de crianças por turma no Infantil 4 e 5 da Educação Infantil para 20 crianças por professor, no 1º e 2º ano para 25 estudantes por turma, no 3º ano para 30 estudantes por turma e no 4º e 5º ano 35 estudantes por turma do Ensino Fundamental.

Essa também é uma importante vitória dos sindicatos e trabalhadores, que estiveram mobilizados e articulados para barrar a proposta da SMED desde que tiveram acesso ao documento!

FIRMES! A Luta Muda a Vida