O Sismmar e o Sifar estão informando à população de Araucária que os servidores municipais não aceitam pagar a conta. Se a Prefeitura está com problemas financeiros, a causa não é os salários dos servidores de carreira.

A pena não pode recair justamente sobre quem trabalha para oferecer serviço de qualidade à população. E queremos trabalhar bem, com condições dignas de trabalho e respeito aos nossos direitos salariais.

Os outdoors que os sindicatos patrocinam buscam levar esta mensagem à população. Aproveite e chame a atenção dos seus amigos e vizinhos para a nossa luta.

Aqui tem um resumo das principais reivindicações. Sabemos das dificuldades para negociá-la inteira. Por isto propomos um processo permanente de negociação, em que com o tempo se possam tratar de todas as demandas da rede municipal e dos seus profissionais.

Saiba por que lutamos e ajude a divulgar a Campanha de Lutas 2013:

» Cumprir a data-base, com reposição da inflação mais aumento real de 5%.
» Estabelecer calendário permanente de negociações.
» Ampliar a hora-atividade para 33,3% da jornada.
» Suprir as demandas de profissionais em todas as escolas e Cmeis, redefinindo a política de porte de escolas e de dimensionamento de pessoal.
» Garantir espaços adequados para as atividades escolares, como biblioteca, quadra coberta, laboratório de informática etc.
» Regulamentar as substituições.
» Efetivar a licença para curso de aperfeiçoamento ou especialização.
» Aprovar o Plano Municipal de Educação e formar comissão para acompanhar sua execução.
» Ampliar os recursos dos atuais 25% para 35% da receita municipal.
» Garantir autonomia pedagógica e administrativa às unidades educacionais.
» Aperfeiçoar a gestão democrática e fortalecer os conselhos escolares.
» Reconhecer os títulos adquiridos antes do ingresso na rede, para promoção e progressão na carreira.
» Realizar enquadramento imediato no PCCV, dos servidores aposentados antes de 2008, e de forma retroativa.
» Efetivar a política de atenção à saúde dos servidores.