Plenária virtual do CME

Nesta terça-feira (02), foi realizada a plenária virtual do Conselho Municipal de Educação (CME) para debater sobre diversos temas importantes para toda a comunidade escolar. A pauta incluía o reforço da resolução nº 01/2021 do CME, que é contrária ao retorno presencial antes da vacinação, e a defesa do Conselho enquanto instância colegiada e de natureza participativa, entre outros assuntos.

Em reunião que durou quatro horas, os novos conselheiros titulares e suplentes tomaram posse e votaram para decidir quem seriam os novos presidente e vice-presidente do CME. Em votação apertada, Gisele Farias, representante da rede privada de ensino, foi eleita como presidente com 8 votos; e o professor José Arturo, representante do quadro próprio do magistério, eleito como vice-presidente com 7 votos.

Vale destacar que essa foi a primeira vez que uma representante das escolas privadas foi eleita como presidente do CME. Quinze conselheiros titulares tinham direito ao voto, sendo 5 votos de conselheiros eleitos pelo magistério e pelo quadro geral, 5 votos de conselheiros indicados pela Secretaria Municipal de Educação (Smed) e 3 votos de pais ou responsáveis por estudantes, 1 voto da rede privada e 1 voto do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

Ou seja, conselheiros do executivo e do segmento de pais votaram por uma representante das escolas particulares ao invés de um representante do magistério para a presidência do Conselho. Com isso, Smed e Executivo deixam claro, mais uma vez, que estão do lado da iniciativa privada, e não dos trabalhadores da Educação Pública.

Além da solenidade da posse virtual dos novos conselheiros e eleição de presidente e vice, também houve a definição de quais conselheiros participariam de cada comissão do CME. A ex-presidente do Conselho, Claudinéia Maria Vischi Avanzini, tentou impedir que as comissões fossem revistas e completamente abertas aos novos membros, mas os conselheiros agiram em defesa de uma nova composição para todas as comissões permanentes do Conselho e conseguiram a reformulação.

Plenária extraordinária no dia 5 de março

Logo após a formação das comissões, a reunião teve que ser interrompida devido ao horário avançado e o mau tempo, que prejudicou a participação virtual dos conselheiros. Uma nova plenária do CME está marcada para esta sexta-feira (05), às 13h30, e o SISMMAR irá novamente fazer a transmissão ao vivo pelas redes sociais, já que a maior parte da pauta ficou para essa próxima reunião.

É muito importante que toda a categoria acompanhe as discussões e decisões que ocorrem no Conselho, pois elas têm impacto direto na vida de toda a comunidade escolar do município.

Seguimos firmes na luta para que a resolução 01/2021 do CME seja respeitada, e não reformulada ou reavaliada!