Na próxima reunião do Conselho de Representantes do Sismmar, que será realizda na sede do Sismmar, no dia 09 de outubro, haverá debate sobre as licenças para tratamento de saúde. O advogado do Sismmar, Ludimar Rafanhim vai abordar os aspetos jurídicos, funcionais e na carreira dos profissionais do magistério.

Um dos temas a ser tratado é a mudança de entendimento da Secretaria Municipal de Gestão de Pessoas em relação aos professores que atua em substituição, o que tem causado severos prejuízos financeiros aqueles profissionais.  Essa nova posição consiste em não realizar o pagamento dos dias de substituição em que o professor ou pedagogo substituto estiver em Licença para Tratamento de Saúde (LTS), posicionamento que o Sismmar entende equivocado.

Hora-atividade

Os representantes também debaterão a mobilização ocorrida no dia 18 de setembro. Serão analisadas as contribuições das unidades educacionais para a aplicação da jornada de 33% e que vão subsidiar a posição do Sismmar na reunião da comissão da Secretaria Municipal de Educação (Smed) para a aplicação integral da Lei do Piso do Magistério