fora_bolsonaro
fora_bolsonaro
Em meio à pandemia, moradores em quarentena protestam contra Bolsonaro em SP. Reprodução: Redes Sociais

O pronunciamento de Bolsonaro e sua posição sobre a pandemia de Coronavírus não foi um erro, foi estratégia. Fez um discurso parecido com o do presidente americano. Trump e Bolsonaro falam para os patrões que querem os trabalhadores paguem com seu próprio sangue pela crise do capital.

Os EUA vêem no Brasil um grande espaço para explorar a nossa classe. A hora trabalhada no Brasil já é mais barata do que a chinesa: U$ 3,80 x U$ 4,20.

Todos os patrões têm interesse na política de Bolsonaro em destruir os direitos dos trabalhadores. Direitos que conquistamos através de muita luta!

Mas alguns patrões estão dispostos a tudo, inclusive deixar morrer muita gente!

É isso que fizeram Roberto Justus, Junior Durski – dono da rede Madero –, Ratinho, lideranças evangélicas. Querem manter a economia sacrificando vidas!

O problema do Brasil não é o carnaval, nem castigo divino. O problema é que uma parte da burguesia quer queimar a força de trabalho, matar trabalhadores que já não tem espaço com o emprego precarizado.

A terceirização mata! Cada trabalhador terceirizado trabalha por 2 ou 3 servidores estáveis. A exploração do trabalho mata!

Por isso esses senhores sem coração não se importam com a morte de milhares ou milhões! Não são os deles!

O pronunciamento de Bolsonaro não foi impensado. Usou o populismo de direita, como se fosse um pastor conduzindo seu rebanho para a morte.  Quem quer salvar a economia não se importa com as vidas humanas!

Sem recuar em momento algum, vamos nos manter FIRMES no isolamento. Desobedecer as ordens da burguesia fundamentalista e de seu representante no poder. Bolsonaro acabou!

Retirar essa figura da presidência é mais que necessário! É a garantia da sobrevivência!

Combater o discurso de que a pandemia é só uma gripezinha é uma tarefa de todos e todas!

Fora Bolsonaro!

Ditadura Nunca Mais!

Só a luta muda a vida!