coluna SISMMAR

coluna SISMMAR

Coluna do SISMMAR publicada na edição impressa do Jornal O Popular desta quinta-feira (19)

A XXI Sessão do Fórum Municipal em Defesa da Escola Pública de Araucária acontece hoje e amanhã (20), na Câmara Municipal (R. Irmã Elizabeth Werka, 55). O evento é voltado para professoras/es, pedagogas/os e educadoras/es do município, que vão debater o futuro da educação de Araucária nestes dois dias de atividades culturais e palestras com grandes nomes da educação.

Organizado por iniciativa das direções sindicais do SISMMAR e do SIFAR em conjunto com trabalhadores do Conselho Municipal de Educação (CME) e representantes de unidades educacionais, é um evento democrático que marca a resistência de quem trabalha para a educação do município.

Isso porque a Secretaria Municipal de Educação (SMED), enquanto representante da Prefeitura, poderia ter ajudado a organizar o evento, mas isso não aconteceu. Convidados para todas as reuniões de organização da XXI Sessão do Fórum, os representantes do governo Hissam simplesmente ignoraram o evento, em mais uma clara demonstração de descaso tanto com os servidores quanto com a própria educação de Araucária.

Descaso porque esta sessão do Fórum é destinada à formação de quem trabalha duro para melhorar a qualidade da educação municipal. Descaso porque a Prefeitura ignora a necessidade de oferecer formação aos trabalhadores, mas cobra insistentemente um aumento do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Descaso porque representantes do município não ajudaram de forma alguma na organização de um evento que é voltado ao debate do futuro da educação de Araucária.

É descaso, também, porque essa negligência em relação a quem trabalha para a educação municipal não é nenhuma novidade. Nos dias 15 e 16 de agosto, por exemplo, só houve a Conferência do Plano Municipal de Educação (PME), importante para debater as metas para a educação de Araucária, devido à cobrança de instituições como o Plano Nacional de Educação (PNE) e Tribunal de Contas (TC-PR).

Do contrário, a Prefeitura não teria movido uma palha para que a Conferência do PME tivesse acontecido. E, mesmo organizando esse evento, os representantes da gestão deixaram muito claro que falta organização, planejamento e, principalmente, diálogo com os servidores da educação municipal.

Assim sendo, ressaltamos que a XXI Sessão do Fórum em Defesa da Educação Pública transformou-se num evento de resistência, que só acontecerá graças ao esforço coletivo e ao empenho do SISMMAR e do SIFAR em conjunto com os conselheiros do CME e representantes de escolas e creches.

São muitos exemplos de descaso da Prefeitura em relação à educação do município. Então, você, cidadão araucariense, lembre-se dessa negligência do Prefeito que promete e não cumpre no ano que vem, durante as eleições. Ou você vai apoiar a reeleição de um governo que despreza a importância da educação para o desenvolvimento da cidade?