Tanto as escolas quanto os Cmeis têm enfrentado dificuldades para desenvolver o ensino para as crianças e os jovens de Araucária. Todos enfrentam os mesmos problemas com

  • falta de espaços e de materiais educacionais,
  • superlotação,
  • falta de equipamentos  
  • carência de profissionais e
  • precária manutenção das unidades existentes.

“Os Cmeis estão em situação pior”, concordaram as direções de unidades da rede de educação reunidas na tarde de 5 de dezembro, no Sismmar. O encontro se propôs a construir uma agenda comum entre as direções para buscar as soluções conjuntas.

A reunião foi o início do trabalho. Para 2014 será organizado um calendário para as direções de escolas e de Cmeis se encontrarem, trocarem informações, proporem medidas e encaminhar ações para mudar as condições atuais das unidades.

É preciso urgente melhorar as condições para atender à população com um mínimo de qualidade. Esta bandeira é de todos.

A foto meramente ilustrativa mostra a Escola Prof. Ambrósio Iantas, uma unidade que precisa ser reconstruída, com urgência e inteiramente.