As diretoras do Sismmar Giovana Piletti (presidente) e Dirléia Mathias (diretora de Formação Política Pedagógica) participam, nos dias15 e 16 de dezembro, da reunião do Conselho Nacional de Entidades, da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). Durante a atividade será realizado o Seminário sobre a implantação das leis 10.639/2003 e 11.645/2008*: Balanço, perspectivas e desafios. O objetivo é debater as ações implementadas pelo governo federal para o efetivo cumprimento da legislação e também as que os sindicatos têm feito para cobrar a aplicação das dessas leis.”

A reunião do CNE ocorrera das 9 às 18 horas, no auditório da CNTE, em Brasília. Na oportunidade, o Sismmar apresentará o relatório das ações realizadas em torno da aplicação das leis. Para subsidiar a prática educacional, sobretudo no que diz respeito à educação das relações etnicorraciais, o sindicato lançou no ano passado o Caderno Temático do Grupo de Estudos Africanidades Araucária (GEAA).

Os temas tratados no Caderno, além de oferecer novas abordagens sobre a questão racial, análises críticas e indicações bibliográficas – referenciais teóricos para os professores nas salas de aulas –, também é um contribuição da direção do Sismmar para difundir o Plano Nacional de Implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das relações Étnico-Raciais e para o ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Africana e a Lei 10.639.

Além deste material, mantem as discussões mensais dentro do GEAA, produz boletim eletrônico sobre o tema e realizou, no último dia 18 de novembro, a V edição da Conferência de Educação das Relações Etnicorraciais do GEAA/Sismmar. Outra ação é a participação de seis professores sindicalizados no Curso de Especialização em Educação das Relações Etnicorraciais do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros da Universidade Federal do Paraná (Neab-UFPR). O Sismmar mantém parceria com o Neab na defesa de políticas afirmativas voltadas para a educação das relações etnicorraciais.