Depois das reuniões que aconteceram na manhã de ontem (13) com diretores de CMEIs e escolas municipais, nas quais eles optaram pela prorrogação do próprio mandato nas Unidades Educacionais, a nova Secretária da Educação de Araucária, Adriana Chaves Palmieri, convocou comissão formada por pais, alunos e Sindicato para uma reunião na Escola de Gestão Pública (Rua Dionísio Grabowski, 65 – Fazenda Velha).

O encontro teve início às 16h e o objetivo foi o de discutir a eleição de diretores, que já deveria estar tramitando conforme prevê a Lei 2060/2009. Na ocasião, houve questionamentos sobre a prorrogação dos mandatos, visto que a comissão se posicionou a favor da gestão democrática.

Outro questionamento foi: como fica a questão dos professores que gostariam de se candidatar aos cargos da direção de CMEIs e escolas de ensino fundamental se os mandatos forem prorrogados?

De forma geral, a comunidade apontou que não confia no governo Hissam após “tantas promessas vazias”, além de deixar claro que só estará ao lado da nova gestora da pasta de educação caso ela mostre que está disposta a lutar pela educação pública de qualidade no município e pela gestão democrática.

O Sismmar se manifestou contrário ao fato de os pais e alunos só terem sido chamados para a conversa após a reunião com os diretores. Na visão do Sindicato, é importante dialogar com os pais e trabalhadores da educação antes de bater o martelo pela prorrogação dos mandatos até o final de 2019, pois essa é a forma mais democrática de se organizar o pleito.

Além disso, a diretoria do Sismmar, assim como fez nas reuniões que antecederam a conversa com os pais e alunos, reafirmou que a escolha feita na manhã de ontem trata-se do descumprimento da Lei 2060, que está em vigência e garante a escolha democrática de diretores de Unidades Educacionais a cada três anos.

Desde abril o Sindicato está pressionando a Prefeitura para que haja a eleição de diretores. A luta continua!

FIRMES!