Para a Semana da Consciência Negra, o Sismmar e o GEAA (Grupo de Estudos Africanidades de Araucária) organizaram uma série de atividades.

Na quarta-feira, 20, quarta-feira, será realizada conferência na Câmara Municipal de Araucária, às 18h30min. Nos dias 21 e 22 serão realizadas oficinas culturais no Sismmar. Confira a programação abaixo.

No Dia da Consciência Negra,a ialorixá Dalzira Maria Aparecida falará sobre os dez anos de aplicação da Lei 10639/03, que estabeleceu o ensino das culturas e histórias africanas e afrobrasileiras nas escolas. A líder religiosa é militante do movimento negro e mestra em tecnologia pela UTFPR.

Dalzira Maria Aparecida é exemplo de luta e perseverança. Em 2003, aos 63 anos, ela ingressou no curso de Relações Internacionais da Unibrasil, quando pesquisou a influência africana em Cuba, Brasil e Argentina.

Em setembro deste ano, aos 72, Dalzira defendeu sua dissertação de mestrado sobre “Templo religioso, natureza e os avanços tecnológicos: os saberes do candomblé na contemporaneidade”, na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

Devido à falta de oportunidades educacionais e à necessidade de trabalhar, a ialorixá se alfabetizou aos 13 anos e concluiu o Ensino Fundamental somente aos 33 anos. Aos 49 anos voltou a estudar, cursando a Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Ao fazer o mestrado, a líder religiosa analisou “o impacto da urbanização e das tecnologias de comunicação, em particular a internet, sobre os terreiros de Candomblé e os saberes constituídos nesses espaços de ritos e conhecimentos tradicionais de matriz africana”.

Programação da Semana da Consciência Negra

Dia 20
Conferência sobre os 10 anos de aplicação da lei 10639/03
,
com a ialorixá Dalzira Maria Aparecida
Local: Câmara Municipal, Araucária
Horário: 18h30min

Dia 21
Oficinas culturais
Local: Sismmar, rua Beira Rio, 31, Jd Iguaçu, Araucária
Horário: 18h30min

  • Elementos e práticas do hip-hop, com Jorge Henrique Cylke e Luís Rafael Cylke,
  • Apresentação do grupo de rap Unidade Vagabundo
  • Trança Africana, por Maria Martiniano da Silva

Dia 22
Oficinas culturais
Local: Sismmar, rua Beira Rio, 31, Jd Iguaçu, Araucária

  • 13h30min – Autores e obras da literatura africana e afrobrasileira, com Odair Rodrigues dos Santos Jr, graduado em Linguística e Língua Portuguesa (USP) e professor da rede estadual do Paraná
  • 15 horas – Contação de histórias e confecção de abayomi (bonecas africanas), com Rosângela Meireles e Rosana de Oliveira Marcelino, professoras da rede municipal de Araucária