Na quinta-feira, 19 de maio, o professor Cafuringa propôs e assembleia aprovou uma moção para que a forma de ampliação da hora-atividade seja negociada com os professores, inclusive a sua regulamentação junto à Câmara de Vereadores.

As escolas devem reproduzir este texto em forma de abaixo-assinado para colher adesões na forma de abaixo-assinado. Um modelo pode ser lido aqui e baixado aqui.

Diz a Moção

Por negociação para a implantação da hora-atividade de 1/3 da jornada

No dia, 13 de maio, nós, professores da rede municipal, fomos surpreendidos com a concordância do senhor prefeito em ampliar a hora-atividade para 33,3% da jornada de trabalho, conforme a Lei 11.738/2008.

Uma proposta de jornada de 20 horas semanais, com 33,3% de hora-atividade foi amplamente construída por professores e apresentada à Secretaria da Educação.

A secretária não somente desconsiderou a proposta, como implantou um modelo de redistribuição que só contribui para conturbar o andamento do ano letivo.

Indo ao encontro do requerimento 03/2016, de 12 de maio de 2016, enviado pelo presidente do Legislativo, solicitamos a imediata abertura de negociação para o envio de mensagem do Executivo à Câmara Municipal para alterar o PCCV, ajustando-o à lei nacional.