A campanha foi lançada em 1991 pelo Center for Women’s Global Leadership – CWGL (Centro de Liderança Global de Mulheres), exigindo a elimina­ção de todas as formas de violência contra as mulhe­res. É desenvolvida anualmente entre 25 de novem­bro e 10 de dezembro, com milhares de organizações participando do evento em mais de 154 países.

No Brasil o tema deste ano é “Compromisso e Atitude pela Lei Maria da Penha – A Lei é mais forte”.

O período da campanha foi escolhido por reu­nir datas importantes e simbólicas para as mulheres do mundo inteiro.

25 de novembro
Dia Internacional Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres

A data é marcada pelo assassinato brutal das irmãs Minerva, Pátria e Maria Tereza Mirabal (ao lado), ocorri­do em 1960 a mando do ditador Rafael Trujillo. Elas eram conhecidas como “Las Mariposas” (As borbole­tas) e militavam pela liberdade política em seu país, a República Dominicana. A brutalidade aumentou a revolta contra o governo e Trujillo foi assassinado seis meses depois.

1º de dezembro
Dia Mundial de Combate à Aids

Em 1º de dezembro de 1988 aconteceu o En­contro Mundial de Ministros da Saúde de 140 países, em Londres. A data passou a representar o Dia Mun­dial de Combate à Aids, com o objetivo de mobilizar os governos e a sociedade civil para incentivar a soli­dariedade, a reflexão sobre as formas de combater a epidemia e o preconceito com os portadores de HIV.

Dados estatísticos demonstram crescimento significativo e preocupante de casos de mulheres contaminadas, inclusive no Brasil, fato que levou o governo a lançar o Plano de enfrentamento da Femi­nização da Aids e outras DSTs.

06 de dezembro
Dia de Mobilização dos Homens Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres

No dia 6 de dezembro de 1989 aconteceu um massacre de mulheres em Montreal no Canadá. Marc Lepine invadiu armado uma sala de aula da Escola Politécnica, ordenou que os 48 homens se retirassem, permanecendo no recinto somente as mulheres. Atirou e assassinou 14 mulheres à queima roupa e se suicidou. Em uma carta justificou seu ato dizendo não suportar a ideia de ver mulheres estu­dando Engenharia, um curso tradicionalmente volta­do para os homens.

O massacre tornou-se símbolo da injustiça con­tra as mulheres e inspirou a criação da Campanha do Laço Branco, mobilização mundial de homens pelo fim da violência contra as mulheres. No Brasil, desde 2007 o dia é reconhecido pela Lei 11.489.

10 de dezembro
Dia Internacional dos Direitos Humanos

Em 10 de dezembro de 1948 a Declaração Uni­versal dos Direitos Humanos foi adotada pela ONU como resposta às barbáries praticadas contra mi­lhões de inocentes na Segunda Guerra Mundial. A partir de então os artigos da Declaração fundamen­taram inúmeros tratados e dispositivos voltados à proteção dos direitos fundamentais.

Esta data é importante para lembrar que sem os direitos das mulheres, os direitos não são hu­manos. A luta, atualmente, não consiste somente na conquista de direitos, mas na possibilidade de exercê-los.