sismmar eleicoes

sismmar eleicoesCom a proximidade das eleições é comum que muitas pessoas fiquem em dúvida sobre a posição dos sindicatos em relação aos candidatos à prefeitura e ao legislativo. Em muitos municípios, há sindicatos que apoiam partidos e candidaturas, mas esse não é o caso do Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Araucária (SISMMAR).

Somos um sindicato combativo e temos como um dos nossos princípios a autonomia em relação aos governos. Isso significa que estaremos sempre na luta pelos direitos das trabalhadoras e trabalhadores, independente de quem sejam os vereadores ou o prefeito de Araucária. Nosso compromisso é com a classe trabalhadora!

Entendemos que um sindicato que apoia candidaturas pode ficar atrelado à essas figuras políticas, o que desmobiliza a categoria, principalmente nos momentos mais decisivos e de enfrentamento. Para além disso, temos a plena ciência de que muitos candidatos tentam utilizar o funcionalismo, com propostas demagógicas, apenas para conseguirem mais votos. Depois, quando estão no poder, nada fazem. Ou pior, nos atacam.

Em Araucária, já tivemos exemplos suficientes que comprovam o quanto alguns políticos são demagogos. Hissam é um bom exemplo de figura político-partidária que se elegeu fazendo promessas falsas em relação aos servidores durante sua campanha em 2016. O prefeito prometeu que o funcionalismo seria valorizado e que teria diálogo com os sindicatos que representam os trabalhadores da Educação, Saúde, Assistência Social e Obras.

No entanto, o que se viu na prática durante esses quase quatro anos de mandato foi um prefeito mentiroso e arrogante, que não mediu esforços para tentar detonar os direitos dos servidores e servidoras do município, como viemos denunciando nesses últimos anos. Em 2018, tivemos que recorrer ao Ministério Público do Trabalho (MPT) para denunciar as práticas antissindicais de Hissam, que não aceitava dialogar com a categoria.

Quanto aos vereadores, a maioria agiu da mesma forma. Muitos deixaram de lado o seu papel de fiscalizar a Prefeitura para atender aos seus próprios interesses. Esses são exemplos que reforçam que a solução para que sejamos reconhecidos e valorizados não está nas urnas. Somos trabalhadores e defendemos que só a luta muda a vida!

O SISMMAR segue trabalhando para manter a categoria unida e mobilizada pelos nossos direitos e contra todos os ataques dos governos, esteja quem estiver à frente da Prefeitura e da Câmara Municipal!

FIRMES!