A administração municipal deu posse a 99 professores docência I na terça-feira, 26 de janeiro. Eles atuarão nos anos iniciais e na Educação Infantil. Na ocasião, a secretária da Educação Janete Schiontek e o secretário de Gestão de Pessoas discorreram sobre as dificuldades econômicas do município. Desta forma, já anteciparam que o prefeito continuará desrespeitando o Plano de Carreira neste ano de 2016.

A chamada destes professores não vai atender às necessidades da educação municipal. A administração está apenas cumprindo uma decisão judicial proferida devido à carência alarmante de profissionais nas unidades educacionais. Isto significa que não está nos planos da Smed convocar concursados para começar a implantar a hora-atividade de 33%da jornada.

Também para cumprir a decisões judiciais, a Prefeitura realizou Processo Seletivo Simplificado (PSS) para contratar atendentes infantis temporários e concursos para educador social e auxiliar administrativo. Antes, só estavam sendo repostos servidores que aposentavam ou faleciam, e apenas nas áreas da Saúde, Educação e Segurança.

Somente na próxima semana esses profissionais poderão escolher as unidades onde irão atuar. Esta demora causou apreensão em professores que conversaram com a direção do Sismmar. Eles precisam organizar suas vidas e se as vagas que lhes sobrarem forem em locais muito distantes, terão que buscar outras opções de trabalho.

Foto: Blog da Smed