reunião com smed

reunião com smedNa tarde da ultima quarta-feira (27), as direções do SIFAR e do SISMMAR se reuniram com a Prefeitura para discutir o atraso no processo de reconhecimento das educadoras infantis e a orientação da Secretaria Municipal de Educação (SMED) que determina a reabertura das unidades escolares.

Além da secretária de Educação Adriana Palmieri e dos demais representantes da SMED, o prefeito Hissam e o secretário de governo Genildo Carvalho também participaram da reunião.

As direções do SIFAR e do SISMMAR relataram que a orientação da SMED sobre a reabertura das unidades escolares tem gerado preocupação, além de colocar desnecessariamente em risco as trabalhadoras e trabalhadores que já estão desenvolvendo atividades e atuando em trabalho remoto. Segundo a secretária de Educação, a SMED optou por uma orientação que permitisse que cada unidade definisse a melhor forma de organizar a reabertura. Após o relato de problemas e denúncias que chegaram aos sindicatos, a secretária concordou em reescrever a orientação, com informações mais claras sobre o que deve ser evitado.

Os sindicatos defenderam que a prioridade nesse momento é proteger a saúde e a vida da população e reivindicaram que a abertura não ocorra todos os dias da semana. Além da preocupação com o risco de exposição ao vírus, os sindicatos também destacaram a necessidade de pensar na segurança das servidoras e servidores que estarão mantendo as unidades abertas em dias de pouca ou nenhuma movimentação.

O SISMMAR também solicitou que as servidoras e servidores que têm filhos menores de idade ou que coabitam com pessoas que estão no grupo de risco não sejam convocados para o trabalho presencial nas escolas.

Fique atento! Assim que a nova orientação for finalizada, publicaremos mais informações no site dos sindicatos.

Reconhecimento das educadoras infantis

A reunião também debateu o cancelamento do edital de licitação para escolha da empresa que acompanhará o estudo sobre o reconhecimento das educadoras infantis. Segundo a administração, a licitação teve que ser cancelada por causa de um erro na fórmula do preço final que poderia invalidar todo o processo. Um novo edital de licitação será lançado na semana que vem e a previsão é que o processo seja concluído no prazo de 60 dias, com a escolha da empresa responsável.

A direção do SIFAR e as educadoras que fazem parte da comissão de estudo do reconhecimento questionaram se o cancelamento e publicação de um novo edital não farão com que o estudo sobre o reconhecimento seja empurrado para o período das eleições municipais, momento em que a legislação eleitoral proíbe contratações e concessão de benefícios acima da inflação. A resposta do secretário de governo e do próprio prefeito é que a legislação eleitoral não será empecilho para que o estudo sobre o reconhecimento seja realizado ainda este ano.

Por isso, é preciso que a categoria se mantenha unida e mobilizada para cobrar que a gestão cumpra o que prometeu e garanta o reconhecimento ainda neste mandato. Já são dois anos de desculpas e falta de interesse por parte da Prefeitura, que prefere atrasar ao máximo o processo em vez de negociar e atender às reivindicações.

A direção do SIFAR fará uma reunião virtual com as educadoras infantis na próxima quarta-feira (3), às 15h, para avaliar as negociações e debater os próximos passos da luta pelo reconhecimento. Participe e ajude a divulgar a reunião para as colegas de trabalho. Em breve, divulgaremos o link de acesso à reunião virtual.