Os sindicatos Sismmar e Sifar continuam realizando o trabalho para conquistar um acordo que satisfaça o magistério e os demais servidores municipais. A ação ocorre em várias frentes. Enquanto busca mobilizar o funcionalismo, os sindicatos tentam reabrir negociações. Também vai debater com a sociedade a realidade do serviço municipal.

Na noite de 2 de junho, dirigentes sindicais e trabalhadores das bases das categorias estiveram na Câmara de Vereadores. Foram levar seu protesto pelo fato do prefeito se negar a fazer as negociações avançarem. Também foram solicitar apoio para a efetivação do diálogo. Se a administração municipal continuar com sua postura intransigente vai empurrar a categoria para a greve.

Os servidores protocolaram o pedido de reunião, que foi marcada para terça-feira da próxima semana, às 9h30.