coluna SISMMAR

coluna SISMMAR

Coluna do SISMMAR publicada na edição desta quinta-feira (13) do jornal O Popular

Muitos araucarienses devem ter ficado em dúvida sobre o motivo da manifestação organizada pelos servidores municipais nesta segunda-feira (10), em frente à Câmara de Vereadores. Portanto, é essencial que a população tenha conhecimento sobre os três ataques ao Fundo de Previdência Municipal de Araucária (FPMA) encaminhados pelo prefeito Hissam aos vereadores.

O primeiro ataque é o Projeto de Lei 2330/2020, que tramita em regime de urgência na Câmara e permite que a Prefeitura deixe de repassar R$ 23 milhões ao Fundo de Previdência dos servidores. O prefeito alega que precisa do dinheiro para o combate à Covid-19, mas ele e sua equipe não explicam de que forma o valor será gasto.

Araucária já recebeu verba do governo federal para o combate ao coronavírus no município. O que Hissam planeja fazer, portanto, é deixar de repassar R$ 23 milhões ao FPMA para pagar com juros nos próximos anos, o que vai gerar uma dívida para o município e, caso não seja reeleito, para a nova gestão.

Outro ataque é o Projeto de Lei 2333/2020, que, caso seja aprovado, permite que os servidores tenham um desconto maior na folha de pagamento em plena pandemia. Hoje esse desconto é de 11%, mas Hissam quer que os trabalhadores passem a ter um desconto de 14%, sem qualquer espécie de diálogo.

Isto é, o prefeito alega que o município precisa de mais dinheiro para combater à Covid-19, mas pretende impor uma redução salarial aos servidores que atuam na linha de frente de combate ao coronavírus.

Hissam é mentiroso! Embora tenha prometido dialogar e respeitar o plano de carreira dos servidores durante a campanha eleitoral de 2016, o prefeito também se nega a dar o reajuste da inflação de 2%. Com isso, caso o PL 2333/2020 seja aprovado pelos vereadores, os trabalhadores vão ter uma redução salarial de 5% neste ano. Vale lembrar que há 8 anos o funcionalismo não tem aumento real no salário.

Para piorar, Hissam também enviou à Câmara o nefasto Projeto de Lei 2334/2020. Esse projeto permite que a Prefeitura deixe de pagar parte das aposentadorias dos servidores, o que fará com que o FPMA se torne deficitário e, em poucos anos, não tenha dinheiro para pagar as aposentadorias.

Ou seja, trata-se de um pacotaço que atinge a todos, e não apenas os servidores. Com os três projetos, o município pode ficar endividado e o dinheiro pago em impostos pela população deixará de ser investido em áreas fundamentais, como Saúde, Educação, Assistência Social e Segurança. É muito grave!

Os sindicatos SISMMAR e SIFAR continuam mobilizados em conjunto com os servidores! Também contamos com o apoio da população para pressionar os vereadores e impedir que esses ataques sejam aprovados, já que a maioria deles (Ben Hur, Cabrini, Celso Nicácio, Claudinho, Fabio Pedroso, Lucia de Lima, Vanderlei Cabeleireiro e Elias) parece estar na Câmara apenas para atender as vontades do prefeito.

HISSAM E VEREADORES, TIREM O OLHO DO FPMA!

INIMIGOS DOS SERVIDORES QUE ATENDEM A POPULAÇÃO NÃO MERECEM REELEIÇÃO!