O Governo do Paraná está com planos de privatizar a saúde pública do Estado. Em uma manobra política, tentaram aprovar dois projetos de lei (22 e 726) no final do ano passado.

O SindSaúde/PR (Sindicato dos Trabalhadores da Saúde Pública do Paraná) soube da votação no dia 11 de dezembro. Mesmo assim, mobilizou bom número de servidores para ir à Assembleia Legislativa, onde conseguiram articular com alguns deputados e impedir que fossem votados naquele dia.

Nos dias seguintes, os trabalhadores lotaram as galerias e, com apoio dos estudantes os projetos foram retirados da pauta, voltando agora em fevereiro.

No dia 13 de fevereiro o Conselho Estadual de Saúde vai realizar sessão extraordinária para debater a criação da “FUNDAÇÃO ESTATAL DE DIREITO PRIVADO”. É a manobra que o governo Beto Richa encontrou de colocar a saúde pública sob controle dos interesses privados.

O SindSaúde/PR está chamando os trabalhadores de todas as categorias para defender a saúde pública. No dia 13, quinta-feira, será realizada manifestação junto ao Conselho Estadual de Saúde, a partir da 8h30. O endereço é rua Piquiri, 170, Rebouças, Curitiba.

É importante obter do Conselho Estadual de Saúde uma posição contrária à privatização da saúde.

Não adianta postar no Facebook que o dinheiro da copa deveria ser investido na saúde pública e permitir que o Governo do Paraná coloque este serviço para a indústria da doença explorar.

Para saber mais sobre o assunto, leia Fundação é traição! Bactéria da gestão!