Greve Nacional da Educação

Greve Nacional da EducaçãoOs professores do Magistério de Araucária, junto ao SISMMAR, aderiram à Greve Nacional da Educação neste 15 de maio, rumo à construção da Greve Geral Unificada no dia 14 de junho, e deram uma verdadeira aula nas ruas de Curitiba!

Dois ônibus foram disponibilizados pelo sindicato, que levou os trabalhadores e trabalhadoras até a Praça Santos Andrade, onde ocorreu a concentração do ato contra a reforma da Previdência e contra os cortes de verba na Educação às 8h30.

Em seguida, houve uma marcha até a Praça Nossa Senhora de Salete, em frente à Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). Durante a caminhada, os diretores do SISMMAR fizeram uma fala no caminhão de som lembrando o histórico de lutas do sindicato dos professores de Araucária e dando o recado ao governo: não aceitaremos calados, nem amedrontados, os cortes na educação e a inaceitável reforma da Previdência de Bolsonaro.

Com a participação em peso do SISMMAR nessa paralisação de ontem (15), foi possível mostrar a força que o Magistério Municipal de Araucária tem quando está unido e organizado para lutar pelos seus direitos. Inclusive o SISMMAR, entre os sindicatos do Paraná filiados à Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), foi o primeiro a aparecer no Panorama da Greve Nacional da Educação 2019 com indicativo de greve.

De acordo com a estimativa divulgada, 20 mil participaram do ato em Curitiba pela manhã.

Ato da noite

Às 17h30 ocorreu a concentração de um outro ato pela Educação, também na Santos Andrade, entre estudantes, ex-estudantes e professores da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). A caminhada foi finalizada no pátio da Reitoria da UFPR, por volta das 22h.

A estimativa é que pelo menos 15 mil participaram deste ato.

Atos em todo o Brasil

Conforme divulgado pela imprensa, mais de 1 milhão de pessoas participaram da Greve Nacional da Educação em 191 municípios.

A expectativa é que em junho, na Greve Geral, a adesão dos trabalhadores seja maior ainda. O SISMMAR irá definir a organização desta mobilização que pretende parar o Brasil em 14 de junho na próxima Assembleia com a categoria. Já mostramos a força que temos e vamos mostrar que a paralisação no próximo mês será maior ainda com a união da classe trabalhadora!

MAGISTÉRIO FORTE É MAGISTÉRIO UNIDO!

FIRMES! A Luta Muda a Vida