Sismmac e Sismuc

Sismmac e SismucO SISMMAR e o SIFAR manifestam solidariedade ao SISMMAC e ao SISMUC que, nas últimas semanas, vêm sofrendo ataques tanto das candidaturas à Prefeitura de Curitiba quanto de vereadores que fazem parte da bancada do pacotaço, que retirou direitos dos servidores ao longo dos últimos quatro anos.

O SISMMAC e o SISMUC fizeram denúncias importantes que revelam nepotismo cruzado dentro da Câmara Municipal, envolvendo quatro vereadores, e a compra de votos por parte de um parlamentar. Para além disso, os sindicatos também têm alertado a população a respeito dos candidatos que, sendo vereadores,se aproveitaram do cargo para garantir interesses próprios e atacar os direitos da população.

O vereador Serginho do Posto (DEM), da Câmara Municipal de Curitiba, conseguiu uma liminar na Justiça nessa quinta-feira (12) que determina que o SISMUC e o SISMMAC retirem do ar matérias que tratam das acusações de nepotismo cruzado. O parlamentar é alvo de investigação e quer impedir que a verdade chegue até a população no período da campanha eleitoral.

Truculência do vereador e candidato Rogério Campos tenta impedir circulação de material

Também nessa quinta-feira (12), o vereador Rogério Campos (PSD) tentou censurar uma trabalhadora que panfletava um material da Intersindical – Instrumento de Luta e Organização da Classe Trabalhadora, que aponta os vereadores que usaram seus mandatos para atacar direitos dos trabalhadores. Rogério Campos faz parte da bancada do pacotaço e é aliado de Greca.

O material foi analisado pela Polícia Federal, que constatou que não há irregularidade nos panfletos que estavam sendo distribuídos. Inclusive, a deliberação foi comunicada diretamente para o vereador, que tentou impedir o sindicato e os trabalhadores de exercerem o direito de crítica.

Assessoria de Greca tenta esconder a verdade dos trabalhadores

Para esconder a verdade dos fatos, a assessoria do atual prefeito de Curitiba, Rafael Greca, produziu uma nota na qual acusa os Sindicatos de distribuírem panfletos com Fake News sobre sua campanha. Além disso, o desprefeito comunicou que um carro do SISMUC teria sido apreendido junto com o material.

A nota produzida pela Prefeitura traz informações falsas. É Greca que não tem compromisso com a verdade! A própria PF devolveu o material para que as panfletagens continuem. Mais que isso, nenhum carro do Sindicato foi apreendido e todo o material foi liberado.

Candidato do camburão só atua na base da busca e apreensão

No dia 30 de outubro, o SISMMAC foi alvo de um mandado de busca e apreensão do último jornal impresso, que trata de dois candidatos à Prefeitura de Curitiba. A ação foi movida pela candidatura de Fernando Francischini, candidato à prefeito da cidade.

A ação movida pela candidatura de Francischini é um absurdo e só com ela já podemos perceber que o objetivo dele é calar os servidores! O que o candidato do camburão não quer é que servidores e população saibam que ele representa mais do mesmo! A campanha Vaza, Greca! Francischini nem pensar! faz um chamado à população para que não troque seis por meia dúzia.

Solidariedade de classe: juntos somos mais fortes!

Toda a nossa solidariedade aos sindicatos que representam o funcionalismo de Curitiba e que se colocam em luta em defesa dos direitos dos trabalhadores, denunciando aqueles que deveriam atuar em uma legislação que favorecesse o conjunto da população e não apenas meia dúzia de empresários. Todo o nosso repúdio às candidaturas que só existem para defender interesses próprios para se manter no poder e censurar a liberdade de expressão das entidades de luta. Seguimos firmes na luta!