Os trabalhadores da educação de Colombo entraram em greve nesta segunda-feira, 23 de setembro. Representados pela APMC-Sindicato, a mobilização une servidores administrativos, educadores, professores e das demais funções da educação.

A categoria reivindica a reposição das perdas salariais históricas, a revisão do PCCV, auxílios alimentação e transporte em dinheiro para todos, além de hora-atividade de 33% aos professores, entre outros direitos.

No primeiro dia de GREVE, mais de mil trabalhadores participaram das atividades de greve.  Eles protestaram contra a falta de investimento no serviço público e a desvalorização dos profissionais.

Agora no final da tarde estava prevista assembleia para avaliar o movimento e definir sua continuidade.