Na manhã desta terça-feira, dia 9, o vice-prefeito Rui Souza recebeu dirigentes sindicais e representantes dos servidores.

A administração municipal chamou a reunião para marcar nova reunião para esta quarta-feira. Foi esta a impressão deixada, pois o vice-prefeito solicitou aos grevistas que apresentassem suas reivindicações.

Os servidores lembraram ao vice-prefeito que a Pauta de Reivindicações já foi entregue no início do ano. Desde então, diversas reuniões foram realizadas e até o momento o prefeito não apresentou qualquer proposta para a negociação.

Eles também cobraram a presença dos secretários de Obras, da Segurança e de outros setores para explicarem as ameaças e intimidações que estão sendo praticadas contra servidores em greve. Os abusos são graves, chegando-se a propor processo administrativo sem motivação. Servidores da base relataram situações vividas por guardas municipais, entre outros trabalhadores.

Mas, demonstrando boa vontade para negociar, os grevistas reafirmaram pontos importantes das pautas de reivindicações. Além do pagamento das promoções e da reposição da inflação, no caso dos professores destacam-se a hora-atividade de 33,3% (prevista em lei federal), o reconhecimento de títulos anteriores à entrada no magistério, licença de saúde para substitutos, fundo rotativo para as escolas, política de prevenção à saúde. Em poucas palavras, respeito e valorização.

O vice-prefeito prometeu que nesta quarta-feira, às 9h30, Olizandro vai apresentar uma proposta. Enquanto isto a greve continua, com a colaboração do prefeito, que não têm demonstrado interesse em achar uma solução para o impasse.