Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Araucária.

Search
Close this search box.

Nesta quarta-feira (26), mais de 1.200 professores aderiram ao dia de paralisação organizado pelo SISMMAR, se tratando da maior mobilização do magistério nos últimos anos em Araucária. No entanto, mesmo com a grande adesão dos professores da rede municipal, a Prefeitura optou por judicializar o movimento na tentativa de suspender a paralisação e penalizar os trabalhadores que participaram com o desconto desse dia.

Ainda pela manhã de ontem, às 11h30, após a caminhada histórica ao redor do Paço Municipal, a direção do sindicato e os professores nomeados para a Comissão Paritária de Estudos sobre a Carreira tentaram uma mesa de negociação com a gestão Hissam, porém não foram atendidos quando subiram até o 4º andar da Prefeitura.

Ao invés de negociar, os representantes da gestão optaram por não dialogar com os professores e apenas informaram sobre o teor de uma liminar, que foi entregue ao SISMMAR somente às 15h30, pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR). Vale destacar que a referida liminar só foi entregue mais de sete horas após o início do dia de paralisação do magistério, quando o sindicato e servidores já não estavam mais em frente à Prefeitura.

Com relação à essa judicialização do dia de luta, o Assessor Jurídico do sindicato, Dr. Ludimar Rafanhim, esclarece que o Desembargador do Poder Judiciário do Paraná, Abraham Lincoln Merheb Calixto, entendeu que não é caso de decidir em liminar o desconto do dia de paralisação. “Então nós temos espaço para negociação disso, assim como temos espaço nos recursos, na contestação para pedir o não desconto, uma vez que é possível a reposição do dia”, explica.

Portanto, para os professores que aderiram ao dia de paralisação não haverá nenhuma consequência imediata. Conforme esclarecimento do Dr. Rafanhim, “o que o desembargador determinou é que, se o sindicato continuasse a paralisação hoje e nos próximos dias, haveria uma multa de R$ 50 mil por dia parado para o SISMMAR”.

Assista o vídeo acima com os esclarecimentos do Assessor Jurídico do sindicato.

Nesse sentido, o sindicato reitera que a paralisação, conforme decisão da categoria em Assembleia Geral realizada no dia 18 de abril, já estava previamente marcada apenas para o dia 26 de abril, sem qualquer previsão de continuidade nos dias seguintes.

O SISMMAR também informa que já está realizando um novo pedido de negociação da reposição do dia de paralisação junto à Prefeitura de Araucária.

O sindicato segue na luta pela retomada do diálogo com o governo municipal, bem como segue na luta contra a Reforma da Previdência, em defesa da carreira e do reajuste do Piso Nacional da Educação, por melhores condições de trabalho e contra a terceirização dos serviços públicos do município.

PELA CARREIRA E PREVIDÊNCIA, SOMOS RESISTÊNCIA!

Siga as redes sociais oficiais do SISMMAR para ficar por dentro das notícias do magistério.

Site: www.sismmar.com.br

Facebook: https://www.facebook.com/sismmarmagisterio

Instagram: @sismmar.araucaria

Filie-se: https://sismmar.com.br/site/filie-se/

what you need to know

in your inbox every morning