Esta terça-feira, 31 de maio, é dia de tentar avançar nos nossos direitos. Estão previstas duas reuniões de negociação. Uma com a secretária da Educação, e outra, com a administração municipal.

A reunião com a secretária Janete Schiontek está marcada para as 9 horas, na Smed. Um dos objetivos é negociar critérios para a reposição dos dias parados devido à greve realizada de 30 de março a 6 de abril e à paralisação realizada em 18 de maio.

A outra meta é definir a forma de implantação da hora-atividade de um terço da jornada de trabalho. Participarão da reunião profissionais do magistério escolhidos na assembleia realizada em 25 de maio, quando ocorreu mobilização da campanha Hora-atividade pra valer na frente da Secretaria da Educação.

À tarde, as direções do Sismmar e do Sifar estarão no Paço Municipal para tentar negociar avanços para o vale-alimentação. Existe o compromisso da Câmara Municipal de devolver ao Executivo recursos do excesso de arrecadação. Estes valores devem ser investidos na recomposição do auxílio, congelado desde 2012.